Restaurante Jamie Oliver em São Paulo converte sua laje em telhado verde

Inaugurado em março de 2015, o restaurante Jamie’s Italian aos poucos vai incorporando a pegada do chef britânico que dá nome a rede internacional de restaurantes que já conta com 3 unidades no Brasil. Famoso por defender questões ambientais e a alimentação saudável, no final do ano passado fomos escalados para instalar um telhado verde sobre a laje que afligia o entorno do edifício.

A iniciativa partiu dos prédios corporativos ao redor do restaurante. Sempre houve uma preocupação com o impacto visual desta cobertura. Exposta à comunidade do entorno, aquela laje seca cheia de equipamentos de ar condicionado no meio da praça toda arborizada onde fica o restaurante, não estava pegando bem.

Já haviam alguns canteiros cultivados com espécies ornamentais espalhados pela laje, mas a solução não poderia ser aplicada em toda a cobertura, devido às restrições de sobrecarga.

A partir de um estudo realizado pela Ecoagro Academy, responsável pela realização do projeto, verificamos a viabilidade da aplicação do sistema Modular 17L do Instituto Cidade Jardim – a opção foi por um método de cultivo leve, com reservatório para armazenamento de água da chuva (o sistema armazena até 55 litros de água por metro quadrado) e que apresentasse facilidade de manuseio para manutenção.

O grande diferencial do sistema Modular Cidade Jardim é a possibilidade de montar e desmontar o jardim sem a necessidade de retirar o substrato e a vegetação – ou seja, em caso de reparos ou necessidade de movimentação para novas máquinas de ar condicionado ou tubulações – é só repaginar a distribuição das bandejas na cobertura e reconectar o sistema de irrigação.

O sistema de irrigação por gotejamento superficial, permite a entrega de volumes controlados de água exatamente onde a planta mais precisa, garantindo mais de 70% de economia de água em relação a sistema de irrigação convencionais por aspersão.

Cultivado com espécies nativas que armazenam água em suas folhas para ter maior resistência à seca, o sistema é planejado para garantir formação estável da cobertura vegetal, com o mínimo de manutenção possível em um clima tropical urbano, extremamente agressivo, como na cidade de São Paulo. Apesar de pequeno, esperamos que esta valente cobertura verde com apenas 60m2 possa inspirar muitos outros prédios a transformarem suas lajes secas em jardins – na capital paulista e em todo o Brasil.


Quer aprender mais sobre telhados verdes? Inscreva-se para ser avisado das próximas turmas dos nossos treinamentos – Programa Telhado Verde Semente.

Deixe uma resposta