Telhado verde, o mais novo must-have da jardinagem urbana

Achei muito interessante a chamada para o artigo da jornalista Michelle Higgins na coluna de Reforma-Construção-Imóveis do NY Times, dá uma olhada: “Em breve, em uma laje perto de você: telhado verde, o mais novo must-have da jardinagem urbana.

“Nosso telhado parecia com qualquer outro telhado de arenito pintado de branco”, disse Camilla Sankaran de seu brownstone Park Slope. “Agora é exuberante e verde, com flores desabrochando na primavera e no verão.”

Cerca de 1.200 edifícios na cidade têm telhados verdes, cobrindo quase 25 dos quase 16.000 hectares de telhados, disse Michael Treglia, urbanista da ONG Nature Conservancy, que tem trabalhado para criar um mapa destas iniciativas na cidade. Na última década, milhares de metros quadrados de telhados verdes surgiram em Nova York, enquanto proprietários de edifícios comerciais transformaram seus telhados em prados de flores silvestres, vastos canteiros de sedum e até fazendas de vegetais, colhendo os benefícios ambientais. Agora os proprietários individuais – aqueles que têm a sorte de ter um telhado ou terraço que possa acomodar um pedaço de terra – estão começando a seguir o exemplo.

Confira abaixo minha tradução (livre) completa do artigo original ‘The living roof takes root’ publicado em 26/07/2018.

Um telhado vivo que Andrew Franz, um arquiteto, instalou para clientes em TriBeCa ajudou a reduzir os custos de energia, ele disse: “O apartamento está agora 10 graus mais quente no inverno e 10 graus mais frio no verão.”

Susan e Neil Whoriskey têm um desses telhados verdes em Brooklyn Heights. No outono passado, o casal contratou Inger Staggs Yancey, do Brooklyn Greenroof, para instalar um jardim em uma área de 250 metros quadrados do telhado de sua casa.

“Queríamos capturar o máximo possível da água da chuva antes que ela acabasse no sistema de esgoto, e achamos que seria bom ter plantas no lugar de um telhado de aparência comum”, disse Whoriskey, uma advogada que representa empresas sem fins lucrativos. “É realmente mágico ter plantas tão exuberantes que exigem literalmente nenhuma atenção.”

O lado positivo do seu telhado é bem documentado: telhados verdes não apenas retêm a água da chuva, diminuem a descarga de esgoto, mas também ajudam a reduzir a poluição do ar. “Os esgotos de Nova York são todos antigos, um desmoronou na nossa rua no verão passado”, disse Whoriskey. “Com as tempestades malucas que temos tido ultimamente, faria uma grande diferença se mais pessoas tivessem telhados verdes. Mesmo se você não quiser desistir de todo o seu telhado, você ainda pode fazer um telhado parcial como fizemos. ”

Mas e o lado negativo? Conversamos com os nova-iorquinos que têm telhados verdes – e alguns que se especializam em instalá-los – para descobrir o que é preciso para plantar e manter um telhado vivo.

Eles são difíceis de instalar?
Plantar um telhado vivo é mais do que apenas colocar alguns vasos de flores, então, a menos que você tenha experiência profissional, não é o tipo de coisa que você deve tentar por conta própria.

No topo da camada mais externa do seu telhado (ou a membrana impermeável, como é conhecida na linguagem do telhado), uma manta de proteção ou camada de isolamento é previsto. Isso é seguido por uma barreira de raiz (para evitar que as plantas cresçam no seu quarto), uma camada de drenagem, solo e, finalmente, as plantas.

Sedum, essa suculenta esponjosa e de baixo crescimento, é favorecida por muitos telhados verdes por suas raízes curtas e propriedades resistentes à seca.

“Sedum é tão resistente que não precisará ser substituído a cada primavera”, disse Yancey, do Brooklyn Greenroof. “Ela realmente vive em cada inverno rigoroso de Nova York, ficando inativa, com uma cor marrom-avermelhada. Na primavera, ele volta melhor do que nunca, tendo descansado e recarregado durante o inverno. E porque sempre plantamos uma mistura de Seduns diferentes, floresce em cores diferentes, durante um longo período de tempo, durante todo o verão e no outono. ”

Quanto vai custar?
Os custos iniciais do plantio de um telhado vivo podem ser consideráveis, de cerca de US$ 107 por metro quadrado  a US$ 430 por metro quadrado, dependendo do tamanho e da complexidade do projeto. Com o tempo, no entanto, os telhados verdes podem reduzir os custos de energia e manutenção, protegendo seu telhado e equipamentos de construção de exposição excessiva ao sol durante os meses mais quentes e aumentando a retenção de calor durante os meses mais frios.

Andrew Franz, um arquiteto em Manhattan, instalou um teto vivo para clientes com uma cobertura TriBeCa de três quartos. As camadas de solo e vegetação criaram um “envelope de construção isolado” que reduziu significativamente seus custos de aquecimento e resfriamento, disse Franz, que trabalhou com a Plant Specialists, uma consultora de paisagens, para desenvolver e instalar o telhado verde.

“O apartamento está agora 10 graus mais quente no inverno e 10 graus mais frio no verão”, disse ele, “criando uma residência muito mais confortável e eficiente em termos energéticos”.

É seguro colocar toda aquela terra e água no telhado?
Mais uma vez, consulte os especialistas. Antes de transformar seu telhado em uma colina verdejante, você deve conversar com um engenheiro para ter certeza de que ele suporta o peso adicional – não apenas o solo seco e as camadas de plantio, mas a carga extra envolvida quando estiver saturada com água.

E essa não é a única consideração relacionada à água. “É uma dor real reparar os vazamentos debaixo de um telhado verde plantado, porque você precisa cavar“, disse John Heidenry, sócio-gerente da Red Bridge Homes, em Hoboken, N.J.

A maioria dos instaladores de telhados verdes recomenda o plantio apenas em telhados novos ou recentemente renovados, mas mesmo assim ainda pode haver problemas. Quando um vazamento foi descoberto em uma residência de duas famílias em Hoboken que Heidenry construiu com seu parceiro, Peter Slifirski, o telhado vivo de 90 metros quadrados já havia sido plantado – com mais de 30cm de solo, 8 árvores e 3.000 mudas de seduns.

Um fio solto do sistema de alto-falantes havia perfurado a impermeabilização do telhado perto de uma das árvores. Sem o telhado verde, consertar “seria literalmente um trabalho de 10 minutos”, disse Heidenry. “Mas demorou um dia inteiro com todo o solo e as árvores precisando ser removidas e replantadas”.

Há também a logística a considerar: por exemplo, como você vai transportar todos aqueles sacos de 50 quilos de rocha de drenagem lá em cima? Esse foi um dilema que Lory Henning enfrentou ao instalar um telhado verde na casa de duas famílias que ela divide com sua esposa, Cindy Keiter, e três gatos, um projeto que ela contou em seu blog, ProjectHappyLife.

O casal alugou um guindaste para içar seis big-bags de terra e três paletes de sedimentos até o telhado. Mas outros materiais, incluindo 164 sacos de rocha de drenagem, chegaram depois que o guindaste foi devolvido. A Sra. Henning, que trabalhou como gerente de palco do Blue Man Group e é especialista em marcenaria e metalurgia, projetou um pórtico para transportar as coisas pesadas através de uma escotilha.

Telhado verde projetado por Inger Staggs Yancey, do Brooklyn Greenroof: “é como ter nosso próprio pequeno prado”, diz a proprietária Sankaran.

O esforço e os músculos doloridos valeram a pena, disse Henning, que está produzindo uma peça na Broadway com a Sra. Keiter: “Eu estou lá quase todo dia. Eu uso isso como um espaço para relaxar e contemplar grandes decisões, como um lugar para experimentar plantas e design e, obviamente, como um lugar para colher alimentos.

Não apenas isso, suas contas de aquecimento caíram para cerca de US $ 142 por mês no inverno, de mais de US $ 350, disse ela, “e acredito que o apartamento no andar de cima esteja mais fresco no verão agora também”.

Quais são os impactos na valorização para revenda?
Um teto vivo, dizem os agentes imobiliários, tende a aumentar o valor de uma propriedade.

Eu normalmente valorizo ​​a metragem quadrada externa em algo entre um quarto e um terço do valor da metragem quadrada, dependendo de sua qualidade e tamanho“, disse Heather McMaster, uma corretora associada da Corcoran, que acaba de listar um quarto em Prospect Heights, no Brooklyn, com uma plataforma de telhado privado de 350 metros quadrados cercada pelo telhado vivo do edifício, por US $ 799.000. “Com essa propriedade específica, eu valorizo ​​o espaço ao ar livre na extremidade superior”.

Logo abaixo do telhado verde, o Sr. Franz projetou este pátio rebaixado no TriBeCa – com teto de vidro retrátil que “traz visões, luz natural, melhor circulação de ar e espaço externo acessível” nas áreas de estar da casa, disse ele.

O investimento de Camilla e Karthik Sankaran no telhado também parece ter valido a pena. Antes da instalação do telhado verde no topo do Brownstone de Park Slope, “nosso telhado parecia com qualquer outro telhado de arenito pintado de branco”, disse Sankaran. “Agora é exuberante e verde, com flores desabrochando na primavera e no verão.

Uma janela enorme se abre para um pequeno deck com vista para o telhado vivo, disse ela, que é “como ter nosso próprio prado”.

Os compradores parecem concordar. Os Sankarans compraram a sua cobertura há seis anos por menos de US $ 2 milhões, e depois de uma reforma que incluiu a instalação do telhado verde, eles recentemente colocaram a casa no mercado por US $ 4 milhões. Eles agora têm uma oferta aceita.


Michelle Higgins escreve a coluna Fix, oferecendo conselhos sobre reformas e decoração de casas. Ela cobriu viagens, imóveis e outros tópicos de estilo de vida por mais de uma década no The Times. Ela trabalhou anteriormente no The Wall Street Journal.

Deixe uma resposta